sábado, 7 de julho de 2018

PAI E FILHO FORAM ASSASSINADOS A TIROS EM MOSSORÓ/RN.

 
Local do evento criminoso 
Capsulas de Pistola colhidas no local
A Cidade de Mossoró no Estado do Rio Grande do Norte foi palco de um duplo homicídio, fato ocorrido no final da tarde de sábado, 07 de julho de 2018, aonde pai e filho foram alvejados com tiros de pistola 380, o evento criminoso se deu num posto de lavagem localizado na Rua Pinheiro Machado no Conjunto Habitacional Abolição IV, na Zona Oeste da Cidade, sendo que FRANCISCO RANIERE DOS SANTOS, 30 anos, teve morte instantânea, já se filho RAILSON RANIERE LIMA DOS SANTOS, 15 anos, foi socorrido por terceiros até o Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, mais não resistiu à gravidade dos ferimentos, vindo a óbito naquela unidade hospitalar.
Raniere morreu no local e seu filho Railson no HRTM
As informações colhidas no local do evento criminosos por nossa reportagem, dão conta que uma terceira pessoa identificada como: FAGNER VICTOR DA COSTA NONATO, também teria sido alvejada na região do abdome por bala perdida, sendo socorrida para a UPA do Santo Antônio em seguida transferida para o HRTM, onde será cirurgiado.

Ainda com informações da policia que esteve no local do crime, os criminosos chegaram ao lava jato num veículo tipo Gol de cor Branco, roubado de uma família no Conjunto Monte Olímpio e abriram fogo contra NERIERE e seu filho RAILSON, os motivos e os criminosos são desconhecidos da policia.

Policiais militares do 2º BPM coordenado pelo Sargento Rivelino Fiscal de Operações do dia em serviço, isolaram o local, equipe da Delegacia de Policia Civil de Plantão acompanhou os procedimentos de local de crime e remoção do cadáver de FRANCISCO RANIERE pela equipe do ITEP, coordenado pelo perito criminal Renildo Marcelino, para sua sede, onde será necropsiado, já o corpo de RAILSON também será removido do necrotério do HRTM para a regional do ITEP para a necropsia.
Equipe do ITEP recolhendo o cordo de Raniere
O duplo homicídio envolvendo pai e filho será investigado pela equipe dos delegados Rafael Arraes e Liana Aragão da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoas “DHPP” de Mossoró, para ser esclarecido e seus autores identificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário